OMEGA  3 90cps

OMEGA 3 90cps

Lançamento

Estoque: 1000 Marca: Pharmacia Antiga


Por:
R$ 44,00

R$ 41,80 à vista com desconto Boleto - Yapay
Simulador de Frete
- Calcular frete
Consulte as informações adicionais como: Especificações, Compisção, Modo de Uso e Observações antes de adquirir e consumir nossos produtos. É importante verificar as orientações para não comprometer sua saúde.

Os ácidos graxos ômega 3 são assim denominados por possuírem sua primeira dupla ligação no carbono 3 a partir do radical metil do ácido graxo. São encontrados em grande quantidade nos óleos de peixes marinhos, em algas marinhas e nos óleos e sementes de alguns vegetais. Os mais pesquisados e que possuem maiores benefícios à saúde são o EPA (ácido eicosapentaenóico) e o DHA (ácido docosahexaenóico) presentes principalmente nos óleos de peixes. Todos os peixes usados para o óleo de ômega 3 são pescados em canais de água fria profunda na região norte do Oceano Atlântico e no Oceano Pacífico. O óleo de peixe usado vem do ?óleo do corpo do peixe? que é encontrado principalmente nos músculos destes e extraídos principalmente de sardinhas (Sardina/Sardinella, nove nomes de subespécies diferentes) e anchovas (Engraulidae em oito nomes de subespécies diferentes), e algumas vezes a cavala também é usada. Às vezes, salmão (Salmo/Salmonidae, 8 subespécies diferentes) é usado para aumenta o conteúdo de DHA, e Arenque (Clupea/Clupedidae, 6 de 11 subespécies) é usado em raras ocasiões para aumentar o nível de EPA. O óleo de peixe contém 18% EPA e 12% DHA por unidade. A monografia CRN proposta para óleos de peixe planeja permitir uma reivindicação de omega 3 apenas nestes dois ácidos graxos. Além de EPA (180 mg) e DHA (120 mg.) o total de ácidos graxos de omega são aprox. de 63 mgs por unidade de cápsula. Os óleos de peixe são as principais fontes dos ácidos graxos eicosapentaenóico (EPA) e docoxahexaenóico (DHA), aos quais são atribuídos efeitos benéficos no controle da lipidemia e conter reações inflamatórias. Sua principal indicação é auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares. O uso diário do óleo de peixe proporciona diminuição da agregação plaquetária; redução dos níveis de colesterol e triglicerídeos; atenuação de estados inflamatórios como a artrite; diminuição da pressão sanguínea (hipertensão); e redução da viscosidade do sangue que permite uma circulação sanguínea mais ativa, promovendo uma melhor nutrição e oxigenação dos tecidos. BENEFÍCIOS:As cápsulas oleosas contendo Omega 3 são indicadas para melhorar o sistema imunitário e inibir a resposta inflamatória. Conheça outros de seus inúmeros benefícios: SISTEMA CARDIOVASCULAR: O ômega 3 age de duas maneiras para proporcionar benefícios ao sistema cardiovascular. O EPA regula a atividade das plaquetas sanguíneas, evitando coágulos de sangue, que podem levar a um AVC ou infarto. O EPA também reduz os níveis de triglicérides, um tipo de gordura que é ruim para o organismo quando está elevada. Já o DHA ajuda a evitar arritmias cardíacas, estabilizando a atividade elétrica no coração. O ômega 3 é capaz de evitar a formação das placas de gordura na parede das artérias e garantir a flexibilidade das veias e artérias, afastando o risco de doenças como hipertensão, aterosclerose, infarto e derrames. CONTROLA OS NÍVEIS DE COLESTEROL: Esses ácidos graxos modificam a composição química do sangue, provocando o aumento dos níveis do colesterol HDL (colesterol bom) e a diminuição dos níveis de colesterol LDL (colesterol ruim). Quando o LDL está em excesso, há maior risco dele se depositar nas artérias e provocar o seu entupimento levando a doenças cardiovasculares, como hipertensão, aterosclerose, infarto e derrame cerebral. Ele também consegue reduzir os níveis de triglicérides do sangue. DEGENERAÇÃO DA MÁCULA (OLHOS, VISÃO) : Este ácido graxo é essencial para a visão porque participa do recobrimento da retina. Esta parte dos olhos tem o papel principal de transformar o estímulo luminoso em estímulo elétrico para o cérebro ser capaz de realizar o processo de enxergar. A degeneração da mácula, parte da retina responsável pela percepção de detalhes, é prevenida graça ao consumo de ômega 3. Estudos publicados na revista especializada Ophtalmology, da Universidade Tufts de Boston nos Estados Unidos, mostraram que o índice de degeneração macular é mais baixo entre pessoas que consomem peixes ricos em ômega 3, e demonstrou que este ácido graxo pode afetar o desenvolvimento ou a progressão da degeneração macular. Cerca de 3 mil voluntários da pesquisa que consumiam uma ou mais porções de peixes ricos em ômega 3 por semana mostraram uma probabilidade 60% inferior de apresentar a degeneração da mácula em estágio avançado. ATIVIDADE CEREBRAL: O ômega 3 age na formação da bainha de mielina, um componente dos neurônios. Assim, ocorre a melhora do desempenho cognitivo, da atividade cerebral e comunicação entre as células do cérebro. O ácido graxo também conta com efeito vasodilatador e por isso ocorre o aumento do aporte de oxigênio e nutrientes. DEPRESSÃO: Pessoas portadoras de depressão possuem níveis baixos de ômega 3 o que pode ocasionar a diminuição do número de funções de neurotransmissores e receptores. A ingestão de ômega 3 melhora a fluidez das membranas que encapam as células nervosas e aumenta a produção de diversos neurotransmissores como serotonina, dopamina e noradrenalina, melhorando assim o humor e o bem-estar. ALIVIA OS SINTOMAS DA ARTRITE REUMATOIDE: O consumo do ômega 3 contribui para o alívio dos sintomas desta doença porque ele possui ação anti-inflamatória. Este ácido graxo funciona como um bloqueador de enzimas que produzem o processo inflamatório. ÔMEGA 3 E DIABETES: Uma pesquisa realizada pela Universidade de Valência, na Espanha, analisou o consumo de carne e peixe em 945 pessoas entre 55 e 80 anos com alto risco cardiovascular e descobriu que o consumo de peixe, que é rico em ômega 3, está associado a menor incidência de diabetes tipo 2 e a diminuição da concentração de glicose, enquanto o consumo de carne vermelha está relacionado à obesidade. ÔMEGA 3 E OBESIDADE:O ômega 3 ajuda no combate à obesidade devido à sua ação anti-inflamatória, pois obesidade é um processo que causa inflamação. O organismo também utiliza o ômega-3 para produzir prostaglandinas, substâncias químicas que têm participação em muitos processos, inclusive no combate às inflamações dos vasos sanguíneos.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características



Oleo de Omega 3 1g
18% de EPA (ácido eicosapentaenóico).....180 mg
12% de DHA (ácido docosahexaenóico).....120 mg

Confira os produtos